Oportunidades

Minha congregação não é do tipo que dá “oportunidades” de uma hora para outra diretamente. Os cultos são seguidos fielmente ao que o dirigente, diligentemente, planeja. Inclusive, ontem comentamos sobre a ordem do culto e foi muito bom. Contudo, às vezes as oportunidades surgem para que as agarremos. Não é nada imposto, mas a voluntariedade, toda consistente de beleza e liberdade, é o que prezamos. Vejo atos fluentes e não tão condicionados.

Aqui onde moro temos a graça e liberdade de nos encontrarmos nas residências dos irmãos. Uma horinha, uma vez por semana, louvores, estudo e… oportunidades. Ontem, a irmã Maria Iraci, dona da casa que fomos, abriu um espaço para a exposição de versículos decorados, e eu não consegui pensar em absolutamente nada! Fugiu! Mas sosseguei. Nada distante, ela teve uma outra ideia! “Agora, vamos aproveitar nosso tempo para comentar sobre algo das Escrituras que gostamos, ou chama nossa atenção”.

O versículo que eu queria dizer decorado tava prontinho para ser partilhado, e agora no momento certo. Após os comentários da própria irmã que dera a ideia, e do nosso Pr, perguntei “ainda temos um tempinho?”. Assim, quase escorregando na cadeira, numa tremenda luta: “deixo pra lá” versus “é agora!”

Comentei com os irmãos a coisa linda que foi Pedro e João perante o Sinédrio, registrado em Atos 4: 5-22.Comentei sobre como achava linda a fala deles, sendo quem eram, se expressando com tamanha coragem e linguagem que deixou o povo intrigado. Mas sem me ater a isso, a parte que queria ter dito desde os versículos decorados eram: “E não há salvação em nenhum outro; porque debaixo do céu não existe nenhum outro nome dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos” (v. 12) Versículo mais enfático a respeito da singularidade de Cristo, não encontrei. E…pois nós não podemos deixar de falar das coisas que vimos e ouvimos” (v.20) Versículo mais enfático acerca da nossa fluência de comunicação, ainda procuro. Coisa mais inspiradora, né? (risos)

Mas apesar de ter usado a oportunidade para falar aos, já cristãos, gosto de relembrar da minha condição. Estava lendo as palavras do Mark Manson num livro que está sendo bastante vendido. Ele, usando de muita sinceridade, passa 50% do livro (até a parte que li), passando na nossa cara o quanto somos tristes! Tristes de feios.

E eu internamente, quando lia, pensava: Obrigada, sr. Manson, por lembrar-nos disso! Um incrédulo falando isso para outros chega a ser um presente. No dia que encontrar com alguém que leu os pensamentos dele, viu dizer “querido! depravação total!”

E a chance de puxar o fio desse carretel composto da única mensagem que importa, é enorme!

Que não me falte…
Oportunidade ♥️

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s